CURIOSIDADES DA FESTA JUNINA

CURIOSIDADES DA FESTA JUNINA

Por BRASIL ESCOLA em 26 de Junho de 2018

Vida de turista
As festas juninas são esperadas todos os anos e inúmeras curiosidades estão ligadas a essa tradição.

As festas juninas surgiram nos países europeus católicos e eram chamadas de “joaninas”, em homenagem a um santo católico, São João. Elas foram trazidas para o Brasil no período colonial, por volta do século XVII, pelos portugueses. Ao longo do tempo, foi sofrendo influências da religião católica e sendo associada a alguns santos. Posteriormente, foram inseridos outros elementos pertencentes à cultura brasileira.

São comemorações tradicionais muito divertidas e esperadas em toda parte do país. Isso se deve, em partes, às guloseimas típicas e também às brincadeiras e caracterização que a celebração envolve.

Veja algumas curiosidades e origens dos itens presentes nas Festas Juninas:

- Quadrilha e vestimenta

quadri

Entre os itens juninos, estão dois que são vistos como principais: a dança, mais conhecida pelo nome de quadrilha, e a vestimenta típica. Antigamente, por serem festas promovidas pelas cortes, as mulheres tinham que usar vestidos voluptuosos e rodados. Daí a origem dos vestidos de quadrilhas, que, em nosso país, acabaram sendo confeccionados com tecidos mais coloridos e chamativos, principalmente com chita. As quadrilhas possuem bastante valorização na região Nordeste do país, como em Campina Grande, na Paraíba, onde é realizado um dos maiores concursos dessa modalidade. Ainda sobre a dança, é possível notar que alguns dos nomes de seus famosos passos possuem origem francesa, como “anarriê”, “ampassâ” e “tour”. Estes são utilizados em virtude da origem da dança, já que ela é herdada das festas da aristocracia francesa.

- Fogueiras

fogueira

As tradicionais fogueiras das Festas Juninas são herdadas das culturas greco-romanas e dos celtas. Esses povos cultuavam as fogueiras como forma de agradecimento aos deuses pelas boas colheitas. Essa prática também foi aderida no Brasil, fazendo com que esse item se tornasse mais um símbolo forte da festividade. Em nosso país, muitos acreditam que a fogueira seja uma forma de purificação e proteção contra maus fluidos, além de símbolo da reunião de familiares e amigos durante a festa.

- A maior fogueira de festa junina foi realizada no Paraná, com 62,2 metros ela está no ranking Brasil e levou 1 mês para ser montada.

Como em muitas tradições, a Festa Junina também tem uma mistura com a tradição de origem pagã: a fogueira servia para comemorar o solstício de verão no hemisfério norte e foi introduzida na tradição da festividade junina.

- Bandeirolas

bandeiras

As bandeirolas são uma homenagem aos padroeiros da Festa Junina. Conhecidas como o principal enfeite decorativo das festas juninas, as bandeirolas surgiram como forma de homenagem aos três santos conhecidos como “padroeiros” das Festas Juninas: Santo Antônio, São Pedro e São João. As imagens dos santos eram pregadas nas bandeiras coloridas e imersas em água, rito conhecido como lavagem dos santos. De acordo com a crendice popular, a água purifica todos aqueles que se molham com ela. O tempo foi passando, as bandeirinhas diminuindo de tamanho, mas continuam até hoje com a mesma simbologia: de purificar o ambiente da festa.